Primum non nocere

Hipócrates, ao redor do ano 430 aC, propôs aos médicos, no parágrafo 12 do primeiro livro da sua obra Epidemia:
"Pratique duas coisas ao lidar com as doenças; auxilie ou não prejudique o paciente" - ou seja, primum non nocere - primeiro de tudo, não provoque nenhum dano.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Thiomersal (Timerosal) em vacinas


MCA - UK - Determinações do Comitê de Segurança em Medicina a respeito da manutenção do timerosal em vacinas. As vacinas que contém timerosal (etilmercúrio) são a difteria, tétano e pertussis (DTP) e difteria e tétano, em algumas vacinas para influenza e hepatite B. Não há timerosal na MMR, Hib, pólio oral, meningite C ou BCG. Dois novos estudos epidemiológicos conduzidos no Reino Unido, envolvendo mais de 100.000 crianças, não mostraram evidências de efeitos adversos à exposição ao timerosal, exceto por reações alérgicas menores do tipo vermelhidão e edema local. Outro estudo mostrou que o etilmercúrio é rapidamente excretado após a administração de vacinas com timerosal. Portanto, não há razão para retirar esse componente das vacinas ou evitar a administração de vacinas que contenham o timerosal.

12 comentários:

Anônimo disse...

isso é uma mentira que visa proteger os lucros de quem fabrica essas vacinas seja para continuar a vender ou para não ser processado pois é sabido por estudos cientificos realizados no canada que o timerosal provoca sim autismo.

Iris disse...

Pra quem tem tanta certeza do que afirma, porque o anonimato? Em medicina, nem sempre e nem nunca, já me ensinavam os mestres mais sábios. Para que estudos sejam usados como evidência clínica existem critérios que, ou o senhor(a) anônimo desconhece ou sequer sabe como avaliar a validade interna e externa de um estudo clínico e se seu delineamento permite tais extrapolações. Lamentável é o mínimo a dizer sobre seu comentário.
Md. Giselle Rodrigues - Rio Grande/RS

Berenice disse...

Nem todos, é sabido que cada ser humano, é diferente e reage diferente a determinadas substâncias. Nem todos tem a mesma capacidade ou facilidade de eliminar metais. Meu filho é autista sim! e entrou no espectro depois de receber vacinas contendo timerozal! Não tenho dúvida que o timerozal é o grande responsável!

Berenice Piana.

Valeria disse...

Nao acho que seja extrapolacao nao.
Voce sabe o que e ter uma crianca com autismo? Nao desejo isto a ninguem, nem aos meus inimigos! Voce nao sabe como e dificil ter que brigar com as empresas de seguro de saude para pagar as terapias de uma crianca especial como tambem lutar pela integracao e a inclusao social de um filho. Eu acho que voce como medica, deve comecar a pesquisar e antes de postar algo que nem sequer o Brasil tem estatisticas. O meu filho e autista e posso dizer e confirmar que ele foi agredido pelas vacinas, nao so a BCG , mas todas!!

Monica A. Castro disse...

Parece que quando alguem recebe esse diagnostico de autismo querem culpar alguem por isso.Eu na qualidade de simplesmente dona de casa leiga em quase todos os assuntos,estou tendo conhecimento desta substancia hoje e a unica coisa que sinceramente posso dizer que mesmo sem saber se ha estudos que comprovem ou nao o quanto essa substancia afeta as criancas eu nao daria as vacinas simplesmente pelo fato da duvida.Pois me parece que nos dias de hoje que para proteger meus filhos tenho que ser mae,medica,cientista,exploradora,astronauta e principalmente descobrir a cura de uma serie de doencas.Pois nao e de hoje que a sociedade nos esconde varias verdades e nos ensinam muitas mentiras.Meu filho tem autismo e tudo que eu queria era morrer neste momento mas nao posso e ele tomou todas as vacinas do calendario e aquelas pagas tambem e achando que estava fazendo o que e certo.A unica pergunta que tenho se ha qualquer pessoa que possa me provar,mas provar mesmo se nao ha risco.

Eliza disse...

Tenho um video canadense que mostra o efeito dessa substancia presente nas vacinas em inumeras crianças, antes sadias e agora com problemas neurologicos sérios além do autismo. Quem afirma que não há problema é desinfomado e no minimo irresponsável. Os lucros falam mais auto, infelizmente.
Eliza, campinas

Anônimo disse...

Exactamente por estar a fazer um trabalho universitário sobre este mesmo tema, queria apenas deixar aqui uma nota.

Se não fizeram uma revisão bibliográfica a fundo (com mais do que 2 artigos) sobre o tema, por favor, não digam "é sabido por estudos cientificos realizados no canada" ou "Tenho um video canadense que mostra o efeito dessa substancia presente nas vacinas em inumeras crianças".

Tirar conclusões de apenas um ou 2 estudos é ERRO GROSSEIRO!

É a mesma coisa que se viessem agora 2 astronautas dizerem que viram um OVNIa sobrevoar a órbita terrestre! Iriam vocês fossem acreditar piamente neles só por isso?

Vou vos contar uma coisa. A maioria dos estudos nesta área ainda visa apenas a determinar doses tóxicas em ratinhos/ratos/coelhos. E como todos os testes clínicos (testes este que NÃO PODEM SER PASSADOS A HUMANOS) realizados em animais, há sempre uma faixa de erro aceitável visto os factores de transferência de valores entre espécies não ser uma ciência exacta!

Podem culpar a Indústria farmacêutica, dizer que ela apenas se interessa com lucros, etcetc, MAS 1º, ANTES de começarem a barafustar e a culpar todo o pobre coitado que vos ofereceu uma solução, PEÇO-VOS, vejam o panorama geral!
A criação de novas substâncias activas custa biliões de euros, dezenas de anos em estudos, e milhares de substâncias estudadas e descartadas. Até estas chegarem ao consumo humano são realizados outras centenas de testes em animais (e não me venham a dizer coitados dos animais, por muito amor que eu tenha a ratos e ratinhos, antes eles do que eu, ou o seu filho!).
Claro que nem todos os tipos de testes são possíveis em animais, daí, depois se realizarem ensaios clínicos em Humanos (quando a substância é considerada mais ou menos segura, e com o TOTAL conhecimento dos mesmos).
Assim que o produto chega ao mercado, começa o que se denominam de Estudos Epidemiológicos (evolução do tratamento em Humanos durante décadas).

Só nesta parte final dos estudos é que se podem observar efeitos secundários (mínimos) que não tenham aparecido nos animais. E claro que já é tarde de mais, mas até lá, já muita gente usufruiu das propriedades do dito fármaco.

E, para quem ainda soma timerosal+vacinas=autismo, recomendo a leitura extensiva dos artigos disponíveis em Inglês e não só. Verão que nem tudo é como os extremistas brandam aos 7 ventos. O seu filho é autistas e tomou vacinas com timerosal? As chances de isso ser absolutamente não relacionado são de mais de 90%.

Não assumam factos baseados em 1 ou 2 observações, descartando todo o trabalho realizado por trás só porque "fulano e beltrano disseram que..."! Ser Ovelha é triste, e embora nem todos tenham a formação educacional para tecerem as suas próprias opiniões, perguntar é bom! Seja inquisitivo e tenha espírito critico!

Regis disse...

Essa notícia está equivocada, por favor estudem: http://www.youtube.com/watch?v=8trUqtlia5M&feature=related ...pois divulgar desinformação é crime!

Anônimo disse...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

Silene disse...

Se hoje eu tivesse mais um filho, não daria nenhuma vacina. Tenho uma filha de 25 anos, uma de 15 anos e um filho de 4 anos dentro do Espectro Autista. Posso comparar o Cartão de Vacinas dos três e ver como multiplicou a quantidade delas. A que menos tomou vacinas é a mais saudável. Mais inteligente e resistente a doenças. Até as mais comuns como uma simples gripe.
Hoje não confio em nenhum Estudo..Estatística, pois para a Ciência um ser humano doente é apenas 00000,1%. Meu filho, e o filho de tantas mulheres que lutam contra o Autismo não é importante para os Estudos e as pesquisas.. é só um dado que pode ser descartado.
Por que os EUA retirou o timerosal das suas vacinas em tempos mais recentes?? Se era seguro, por que estão começando a desconfiar? Talvez porque esteja doendo em seus bolsos o pagamento de tantos tratamentos para os número exacerbado de Autistas que tem atualmente lá?? Só quando dói no bolso " as pesquisas" começam a modificar seus resultados e a mudar o discurso??

Anônimo disse...

Dizem que não tem risco mas quase morri somente por exposição por 2 anos trabalhando em sala de vacinas . fiz teste e sou alérgica a Thimerosal

Anônimo disse...

francamente, também considero uma grande mentira. E como a senhora dona de casa argumentou, mesmo sendo leiga, na dúvida jamais alguem irá colocar o filho em risco. Existem sim muitos estudos a respeito do assunto, que propoem que o timerozal, que pelo fato de conter mercurio, pode sim provocar o gatilho do autismo. Não tenho problemas de autismo na familia, mas calculo a dificuldade acerca disso.